Termina greve na GM de São José dos Campos

Após uma semana de paralisação, os metalúrgicos da fábrica da General Motors, em São José dos Campos, voltaram hoje (26) ao trabalho. Eles aprovaram a proposta de acordo sobre o pagamento da segunda parcela da PLR (Participação nos Lucros e Resultados) de 2015.

Segundo o sindicato da categoria, os trabalhadores vão receber R$ 5,6 mil, a antecipação de 50% do décimo terceiro salário, além de terem a garantia de 60 dias de emprego ou salário. De acordo com o sindicato, GM vai pagar metade dos dias parados.

A greve foi deflagrada no dia 18 como forma de pressionar a montadora a elevar o valor da PLR. A empresa havia proposto o pagamento de R$ 4.250, mas aumentou o valor durante a audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, em Campinas.

Por meio de nota, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Antônio Ferreira de Barros, disse que a paralisação mostrou que os trabalhadores estão mobilizados para defender seus direitos."Foi uma greve forte. Os trabalhadores começaram o ano dando um recado claro para a GM. Eles não vão ceder a pressões e vão lutar por direitos e emprego."

A unidade que estava parada produz os modelos S10 e Trailblazer, além de motores e transmissão. O total de empregados chega a 4,8 mil trabalhadores, dos quais 600 estão em lay-off (com o contrato de trabalho suspenso) até o dia 31 de janeiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos