Comércio do Rio espera aumento de 1% nas vendas do carnaval

banner_carnaval_2016

Em meio à crise, o comércio do Rio de Janeiro espera aumentar em 1% as vendas no carnaval deste ano em relação ao mesmo período de 2015. A estimativa é do Clube dos Diretores Lojistas (CDL Rio), que ouviu 300 comerciantes da capital fluminense entre os dias 18 e 22 deste mês.

De acordo com o presidente da entidade, Aldo Gonçalves, os blocos de rua são os principais responsáveis pelo incremento nas vendas nessa época do ano. Segundo ele, como a festa de rua no Rio não tem uniforme, os chamados abadás, os foliões costumam procurar as próprias fantasias e acessórios. "O pessoal consome muito bermudas, camisetas, shorts, além de adereços, como máscaras, bonés, chapéus. Isso deve incrementar um pouco as vendas no carnaval", disse.

Para o restante de 2016, no entanto, as perspectivas do CDL não são otimistas. Em dezembro do ano passado, o comércio do município do Rio de Janeiro registrou queda nas vendas de 3,9% na comparação com 2014. Com a queda, dezembro foi o oitavo mês de resultado negativo para o comércio fluminense em 2015 e o pior para o último mês do ano desde 2004. No acumulado do ano, a queda nas vendas foi de 1,7% em 2015.

Segundo Gonçalves, os lojistas fluminenses esperam que os resultados em 2016 sejam iguais ou piores que no ano passado, refletindo a situação nacional da economia. "Não houve até agora nenhuma modificação nos pilares da economia, ou seja, inflação, desemprego, taxa de juros. O desemprego está aumentando e quem não tem emprego ou trabalho não pode consumir, não pode comprar."

Banho de mar à fantasia e mobilização social
Apesar do pessimismo do comércio, os foliões e organizadores parecem dispostos a adiar as preocupações e aproveitar o carnaval de rua. A vasta programação de blocos e festas alternativas inclui até um banho de mar à fantasia, organizado pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (Abih-RJ) e pelo Rio Convention & Visitors Bureau.

A folia no mar vai acontecer no próximo domingo (31), na Barra da Tijuca, na altura do Hotel Sheraton.  A banda do bloco Galinha do Meio-Dia vai animar a concentração, que terá uma figurinista para ajudar os participantes a fazer fantasias na hora. O banho de mar está marcado para as 11h.

No centro da cidade, o movimento Ocupa Carnaval, criado para "contagiar o Carnaval 2016 com as pautas dos movimentos sociais que lutam pelo direito à cidade", segundo descrição dos criadores, está organizando ações em blocos de rua e atividades paralelas.

Um dos eventos do coletivo será o "Camelato", um cortejo carnavalesco em apoio aos camelôs que trabalham na região central da cidade, em protesto contra ações violentas de retirada dos vendedores ambulantes.

O "Camelato" vai sair da Rua Uruguaiana no dia 3 de fevereiro, com concentração a partir das 16h30. A iniciativa é organizada pelo BONDE - Frente Artística de Esquerda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos