Parques do Rio ganham sistema inédito de contagem automática de visitantes

Rio de Janeiro - Área queimada no Parque Estadual da Pedra Branca, zona oeste da cidade.

O Parque da Pedra Branca é uma das unidades que vão receber ecocontadoresArquivo/Agência Brasil

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) vai instalar contadores automáticos de visitantes em 15 unidades de conservação do Rio de Janeiro. Também conhecido como "ecocontador", o dispositivo usa placas acústicas enterradas nas trilhas de forma discreta. A iniciativa é inédita no país. E o Brasil será o primeiro país da América do Sul com esse sistema de contagem em áreas protegidas.

De acordo com o secretário estadual do Ambiente, André Corrêa, o monitoramento do fluxo de visitantes nas trilhas das unidades vai melhorar a administração dos parques. "Aperfeiçoar a gestão nos parques é fundamental para um uso sustentável. Queremos as pessoas dentro de nossos parques usufruindo seus encantos", disse Corrêa, ao ressaltar que as estatísticas sobre o número de visitantes em trilhas são essenciais para o planejamento da visitação em unidades de conservação, aperfeiçoamento da gestão e das ações de manejo da visitação e redução de impactos.

Os 25 aparelhos foram importados da França e custaram R$ 475 mil. A ferramenta já é utilizada em dezenas de países da Europa, nos Estados Unidos e no Canadá. A instalação será feita em pontos das trilhas para medir aumento ou diminuição do volume de visitantes. Um sistema temporizador evita a sobrecontagem de uma pessoa que pisa duas vezes na placa. A margem de erro estimada fica em torno de 5%. O equipamento funciona com bateria de 10 anos de duração.

O treinamento dos servidores para o uso dos contadores foi feito na semana passada no Núcleo Paraíso do Parque Estadual dos Três Picos, em Guapimirim, com a participação de 25 técnicos, entre gestores, guarda-parques, equipe de uso público e funcionários da Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas.

As unidades de conservação que vão receber os ecocontadores são o parques estaduais dos Três Picos, da Serra da Tiririca, da Pedra Branca, do Desengano, da Ilha Grande, da Serra da Concórdia, da Costa do Sol, da Pedra Selada, do Mendanha e da Lagoa do Açu.

Também serão beneficiadas as áreas de proteção ambiental da Bacia do Rio Macacu e de Macaé de Cima; a recém-criada Floresta Estadual José Zago; e a Reserva Ecológica Estadual da Juatinga.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos