Afonso Florence é escolhido novo líder do PT na Câmara

O deputado Afonso Florence (PT-BA) foi escolhido hoje (3), por aclamação, líder da bancada do PT na Câmara dos Deputados, após a desistência dos outros dois candidatos ao cargo, deputados Paulo Pimenta (RS) e Reginaldo Lopes (MG). Ele substituirá o deputado Sibá Machado (AC) na liderança.

A eleição foi acompanhada pelo presidente nacional do PT, Rui Falcão, que desejou sucesso ao novo líder.

Florence, que está em seu segundo mandato parlamentar, foi ministro do Desenvolvimento Agrário no primeiro ano de governo da presidenta Dilma Rousseff. Ao assumir a liderança, Afonso Florence disse que irá atuar na defesa da democracia, do partido, das personalidades petistas e trabalhar pelo Brasil.

O novo líder disse que, entre suas missões, estão zelar pela unidade da bancada e derrotar a proposta de impeachment da presidenta Dilma.

"Identificamos como tarefa primeira derrotar a tentativa de golpe e aprovar as medidas econômicas para a retomada do crescimento econômico, do emprego e renda com a manutenção dos direitos sociais. Vamos zelar pela unidade do PT e trabalhar pela unidade da base aliada de sustentação do governo da presidenta Dilma Rousseff aqui na Câmara", afirmou.

Durante a solenidade, Rui Falcão pediu o engajamento de todos os parlamentares petistas nas eleições municipais deste ano e também que todos os petistas façam a defesa permanente do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mesmo que ele não queira essa defesa.

Em entrevista após o evento, Falcão reiterou que pediu aos parlamentares petistas que defendam Lula na tribuna, nos sites, nos informes e que denunciem cada tentativa de criminalizar "indevidamente" o ex-presidente.

Aniversário do PT

Falcão informou que no próximo dia 27, por ocasião das comemorações do aniversário de 36 anos do PT, o partido fará uma homenagem ao ex-presidente Lula. "Vamos cortar o bolo de aniversário e fazer uma homenagem ao presidente Lula", disse. No evento, no Rio de Janeiro, haverá debates sobre temas como a realidade mundial e a realidade brasileira.

O presidente do PT informou também que a presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula não vão aparecer nas inserções nacionais do PT, que serão veiculadas no rádio e na TV nos próximos dias.

"Eles não participam dos comerciais não por qualquer temor, tanto que no programa do dia 23, que é o programa de 10 minutos, ambos estão convidados a participar. O Lula já confirmou e aguardo confirmação dela [Dilma]. Não há nenhum interesse em excluí-los, em afastá-los, porque são nossas principais lideranças."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos