Inflação em São Paulo avança 1,37% em janeiro

 O atacado é bem mais barato que comprar em supermercados. O preço sobe cada dia. Então, prefiro fazer uma compra maior para durar mais , diz a advogada Cecilia Rodrigues

A alimentação também foi um dos grupos que causaram maior impacto inflacionário no período, ao subir de 1,55% para 2,36%Antonio Cruz / Agência Brasil

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), medido na cidade de São Paulo pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), avançou em 1,37% em janeiro, ficando acima da variação registrada em dezembro do ano passado (0,82%).

Cinco dos sete grupos pesquisados apresentaram acréscimos, e a maior taxa foi constatada no grupo educação, que passou de uma alta de 0,13% para 7,62%. A alimentação também foi um dos grupos que causaram maior impacto inflacionário no período, ao subir de 1,55% para 2,36%. Ainda houve forte influência do grupo transportes (de 0,36% para 2,19%). Em habitação, a taxa aumentou de 0,48% para 0,64%.

No grupo saúde, o índice teve alta de 0,58%, variação que também foi superior à registrada em dezembro (0,35%). Em despesas pessoais, houve decréscimo de 0,14% ante uma alta de 1,31%. E, em vestuário, ocorreu queda de 0,39%. Em dezembro, esta classe de despesa ficou estável em 0,5%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos