Sindicato diz que faltam médicos no Instituto Emílio Ribas em São Paulo

O Sindicato dos Médicos do Estado de São Paulo divulgou hoje (4) nota chamando a atenção para a falta de médicos no Instituto  de Infectologia Emílio Ribas, na capital paulista, mantido pelo estado. De acordo com o sindicato, o governo paulista descumpriu acordo de reposição de especialistas firmado em dezembro com a categoria, depois de uma série de mobilizações dos médicos, e segue sem contratar médicos aprovados em concurso realizado em abril.

Segundo o sindicato, uma das equipes mais afetadas é a de nefrologia, que ficou sem nenhum médico disponível, "o que inviabiliza a condução de pacientes com insuficiência renal que dependem de hemodiálise e que até então eram atendidos no hospital", informou a nota.

"O instituto tem 17 leitos e equipamentos aptos para realização de hemodiálise, mas sem profissionais médicos para o realizarem pode gerar risco de morte para pacientes graves".

O sindicato informou ainda que, atualmente, o atendimento é feito por nefrologistas voluntários, mas o instituto corre o risco de perder seu status como referência no tratamento de doenças infecciosas graves, que dependem de hemodiálise.

Também por meio de nota, o Instituto de Infectologia Emílio Ribas afirmou que sua escala de nefrologia está completa e que todos os profissionais são remunerados por seus plantões, mantendo assim o serviço de hemodiálise.

"Em relação às nomeações dos médicos aprovados em concurso, informamos que os primeiros profissionais já iniciaram suas atividades e o hospital aguarda apenas a continuidade das publicações, o que deve ocorrer em fevereiro, uma vez que já foram autorizadas pelo governo do estado."

A nota do instituto acrescentou que o hospital é especializado em infectologia e só pode receber pacientes com insuficiência renal que tenham alguma doença infectocontagiosa. "Quando é este o caso e há vagas disponíveis, as transferências têm sido autorizadas."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos