Inflação da construção civil varia 0,55% em janeiro

Brasília - Plenário do Senado em obras para construção de um banheiro feminino. Desde a inauguração do prédio do Congresso, em 1960, só existia no local banheiro masculino (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O estado onde é mais caro construir é o Rio de Janeiro, onde o metro quadrado está estimado em R$1.083  Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), considerado a inflação da construção, teve variação de 0,55% em janeiro, maior que a de dezembro, de 0,06%. Os dados foram divulgados hoje (5) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Também subiu a taxa acumulada em 12 meses, de 5,5% para 5,86%. Em janeiro do ano passado o índice variou 0,21%.

O custo de construção do metro quadrado no país chegou a R$ 968,70, sendo a maior parte relativa a materiais, com R$ 518,13. A mão de obra responde por R$ 450,57.

Em 12 meses, a inflação dos materiais acumula 3,99% e a da mão de obra, 8,08%.

A maior inflação foi registrada na região Norte do país, com 1,08%, e a menor, no Sudeste, com 0,28%. O Sudeste, no entanto, ainda tem o maior custo da construção por metro quadrado: R$ 1.004,39. No Nordeste, o custo é R$ 899,55.

O estado do país em que é mais caro construir é o Rio de Janeiro, onde o metro quadrado está estimado em R$ 1.083,26. Sergipe fica na outra ponta, com estimativa de R$ 875,09 o metro quadrado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos