Polo Novo Rio Antigo teme efeitos paralelos do carnaval de rua para o comércio

O presidente do Polo Novo Rio Antigo, Carlos Thiago Cesário Alvim, demonstrou hoje (10) preocupação com os efeitos paralelos do carnaval de rua sobre o comércio da região. O polo
engloba as regiões da Lapa, Passeio Público, Cinelândia, Rua da Carioca, Largo de São Francisco, Largo Albino Pinheiro, Praça Tiradentes e Rua do Lavradio e se estende até a área da Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro.

Alvim afirmou que anualmente a entidade vem alertando as autoridades sobre os impactos negativos da folia no funcionamento dos bares e restaurantes que fazem parte do polo. "Nos últimos anos, a maioria de nossos associados apresentou redução de faturamento, creditada, principalmente, à dificuldade de mobilidade na região, bem como ao comércio paralelo de bebidas por meio de ambulantes", disse. Segundo ele, os ambulantes constituem uma concorrência desleal ao se instalarem às portas do comércio formal, porque não pagam impostos e podem oferecer bebidas a um preço mais baixo.

Segundo ele, as alterações no trânsito da região, com fechamento ou abertura de ruas sem aviso prévio, em função da programação dos blocos, prejudicam também os  estabelecimentos comerciais, que registram queda na frequência do público.

Alvim disse que a associação vai levar de novo à prefeitura do Rio de Janeiro reivindicações que incluem normatização e fiscalização do trabalho dos ambulantes; mais segurança nas
ruas; mais organização e limpeza; antecipação de informações sobre a programação do carnaval, com os roteiros dos blocos.

O presidente do polo mostrou ainda preocupação com a possibilidade de cancelamento da edição da Feira Rio Antigo, que normalmente é organizada no primeiro sábado de cada mês. Em fevereiro, como o primeiro sábado (6) ocorreu dentro do carnaval, a data foi transferida para o próximo dia 13, mas tampouco poderá ser feita nesse dia, devido ao desfile do Bloco da Anita, conforme comunicado da prefeitura. A feira foi criada e é promovida por Alvim há 20 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos