Ceará registra redução de mortes violentas durante o carnaval

banner_carnaval_2016

O número de mortes violentas durante o carnaval no Ceará caiu em 2016 se comparado com o mesmo período no ano passado. De acordo com dados apresentados hoje (11) pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), as ocorrências de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) tiveram redução de 30% em todo o estado.

Fortaleza teve a queda mais expressiva. Nos cinco dias de folia, o número de homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte caiu 60% em comparação com o mesmo período de 2015. Foram 10 ocorrências neste ano, contra 25 no ano passado.

A única área que apresentou aumento nas ocorrências de crimes violentos foi a Região Metropolitana. Considerando 14 municípios, a área concentrou 18 CVLIs. Em 2015, foram 13. "A Região Metropolitana foi um caso pontual. Há homicídios que a Polícia não consegue controlar, a exemplo daqueles enquadrados na Lei Maria da Penha, que podem ocorrer dentro de casa. Vamos analisar esse caso para elaborar formas específicas de atuar em outros eventos", explica o coordenador de planejamento operacional da secretaria de Segurança, Fernando Menezes.

Ele explica que, para determinar o efetivo necessário para cada área, a secretaria realizou um trabalho conjunto entre as forças de segurança. Menezes disse ainda que um número expressivo de agentes foi deslocado mesmo para as cidades onde não houve festas de carnaval oficiais, já que por conta da crise financeira e do agravamento das consequências da seca no Ceará, várias prefeituras decidiram não destinar recursos públicos para realizar eventos.

O delegado técnico operacional da Polícia Civil, Harley Alencar, reitera que esse fato não influenciou nos números, já que, mesmo sem recursos das prefeituras, houve festas populares e eventos patrocinados pela iniciativa privada, com policiamento destacado.

A redução de crimes violentos no carnaval cearense segue uma tendência já verificada em dados de outros períodos. Em janeiro, o Governo do Estado anunciou uma queda de 9,5% no número de CVLIs em 2015, em relação a 2014. A capital Fortaleza teve redução de 17% nesses tipos de crimes no mesmo período.

Estradas

Nas estradas estaduais, o número de pessoas enquadradas na Lei Seca aumentou neste carnaval. Ao todo, 567 condutores foram pegos dirigindo após ingerir bebida alcoólica ou ter usado drogas. No ano passado, foram 429.

Já nas BRs, houve redução no número de acidentes graves e de mortos e feridos nas estradas. Segundo balanço preliminar da PRF, o número de vítimas fatais no carnaval de 2016 caiu 33% e o de feridos, 22%. Os acidentes graves envolvendo veículos também caiu 33%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos