Apagão atinge 38 mil pessoas em Buenos Aires

Cerca de 38 mil pessoas ficaram sem luz, nessa segunda-feira, na capital da Argentina, Buenos Aires, devido ao aumento do consumo de energia provocado pelas altas temperaturas registradas em pleno verão, informaram fontes oficiais.

A Agência Reguladora de Energia Elétrica (Enre) informou, em seu mais recente relatório, que existem 26.768 pessoas afetadas pelos cortes na área de concessão da empresa Edenor e 11.484 na da Edesur, que fornecem eletricidade aos moradores de Buenos Aires e à sua área metropolitana, a mais povoada do país.

Na sexta-feira passada (12), quando cerca de 65 mil pessoas foram afetadas por um apagão, a procura de energia bateu recorde histórico (25.380 megawatts) no momento em que os termômetros marcavam 34,5 graus na capital argentina.

A mesma situação ocorreu em diversas ocasiões em dezembro e janeiro, com interrupções de energia massivas e prolongadas, no quinto ano consecutivo em que os dias mais quentes do verão ficam marcados por falhas e insuficiências da rede elétrica.

Além disso, o problema coincide com a decisão do governo de Mauricio Macri de estabelecer um novo quadro de tarifas para o consumo doméstico de energia elétrica, desde 1º de fevereiro, que prevê aumentos de até 600%, exceto para as famílias com menos recursos, que pagarão tarifa social.

O aumento indica o fim da transferência de recursos do Estado para subsidiar os consumidores, especialmente da Edenor e Edesur.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos