Setor eletroeletrônico inicia ano com queda nas encomendas e venda de produto

Mais da metade dos fabricantes de produtos elétricos e eletrônicos (52%) tiveram queda nas vendas e encomendas em janeiro, em comparação com igual mês de 2015, revela sondagem feita pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee ). Segundo o levantamento, 54% das companhias tiveram negócios abaixo do previsto.

Quanto ao nível de emprego, 41% das empresas consultadas apontaram recuo e apenas 7% indicaram crescimento. Para fevereiro, a expectativa de 41% das empresas é de alta nas vendas, enquanto 38% esperam queda.

Para este ano, 49% das empresas consultadas esperam aumento, um percentual maior do que o conjunto das que preveem queda nos negócios (21%).

Em nota, o presidente executivo da Abinee, Humberto Barbato, diz que o setor deverá ter neste ano desempenho abaixo do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país). "Com a perspectiva de retração do PIB, de 3,8% para este ano, a tendência para o faturamento do setor eletroeletrônico para 2016 também é de queda real de 6%", afirmou Barbato.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos