Rio ganha ferramenta de consulta interativa sobre mortes violentas no estado

O Instituto de Segurança Pública (ISP) lançou hoje (23) uma plataforma de consulta interativa sobre Letalidade Violenta no Estado do Rio de Janeiro. A ferramenta está disponível no site do instituto, e apresenta, pela primeira vez, os dados georreferenciados, com perfil das vítimas e distribuição temporal sobre o indicador estratégico Letalidade Violenta que inclui: Homicídio Doloso, Latrocínio, Lesão Corporal Seguida de Morte e Homicídio Decorrente de Oposição à Intervenção Policial. A diretora-presidente do ISP, Joana Monteiro, informou que os dados serão atualizados anualmente.

"Ao divulgarmos a consulta interativa, queremos incentivar tanto os pesquisadores como a sociedade civil em geral a estudarem mais sobre o assunto. A ferramenta é mais um passo para entender esse quadro", afirmou Joana.

Os dados são feitos com base nos registros de ocorrências da Polícia Civil, fornecidos pelo Departamento Geral de Tecnologia da Informação e Telecomunicações da Civil e auditados pela Corregedoria Interna.

É possível visualizar no mapa os locais onde os crimes ocorrem, sem identificação das vítimas. Os dados presentes nos registros de ocorrência são as primeiras informações que se tem sobre o fato.

O município do Rio de Janeiro registrou 18,6 homicídios dolosos por 100 mil habitantes em 2015. Apesar do alto número, é a menor taxa dos últimos 25 anos. Já taxa de Homicídio Doloso por 100 mil habitantes no estado em 2015 é 25,4, a segunda menor registrada em toda a série histórica (iniciada em 1991).  A menor taxa (25,1) foi registrada em 2012. De acordo com o ISP, em comparação com 2015, a queda nesse indicador foi de 15,1% no estado, 745 vítimas a menos em 2015 do que no ano anterior.

Quando analisado por regiões do estado, a Baixada Fluminense foi a que apresentou queda mais expressiva dos homicídios dolosos com 461 vítimas a menos em 2015 quando comparado com o ano de 2014, seguido pelo Interior, que registrou 186 mortes a menos no último ano. Grande Niterói e Capital também tiveram queda nos homicídios com 63 e 35 vítimas a menos, respectivamente, no ano passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos