Inmetro inicia fiscalização de ovos de Páscoa com brinquedos irregulares

ovos de Páscoa

O objetivo do Inmetro é evitar que ovos de Páscoa com brinquedos não certificados sejam colocados no mercadoArquivo/Agência Brasil

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) iniciou hoje (7) a Operação Especial Páscoa, como faz todos os anos nesse período, desde que, em 2009, o regulamento para fiscalização de brinquedos em ovos de Páscoa foi publicado. O objetivo, segundo o Chefe da Divisão de Fiscalização e Verificação da Conformidade do Inmetro, Marcelo Monteiro, é evitar que ovos de Páscoa com brinquedos não certificados sejam colocados no mercado. 

"Brinquedos certificados são aqueles que atestaram a conformidade do produto e, portanto, são seguros para uso". Os fiscais dos institutos estaduais de Pesos e Medidas (Ipem), órgãos que atuam sob coordenação técnica do Immetro, estão orientados a procurar no mercado ovos de Páscoa com brinquedos sem o selo de identificação da conformidade ou sem as informações obrigatórias na embalagem do ovo.

Monteiro informou que as embalagens devem conter advertências informando que o brinquedo no interior do ovo tem o certificado do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade. No caso de brinquedos de crianças pequenas e que não podem ser utilizados por crianças pequenas, essa informação também deve constar da embalagem. "Esse é o motivo da operação", afirmou Monteiro.

A Operação Especial Páscoa se estenderá até o dia 11. Marcelo Monteiro esclareceu que o selo de conformidade deve estar no brinquedo, de modo que não haja confusões, uma vez que o ovo de Páscoa não é certificado. "Entretanto, o brinquedo é certificado. A informação de que existe um brinquedo certificado tem de estar fora do ovo."

Os ovos em desacordo com o regulamento são apreendidos e o responsável autuado, podendo pagar multa que varia de R$ 100 a até R$ 1,5 milhão em casos extremos. A fiscalização abrangerá os fabricantes de ovos de Páscoa e o varejo. De acordo com Monteiro, é mais fácil fiscalizar no atacado que no comércio, onde a pulverização é maior.

No ano passado, a Operação Especial Páscoa, realizada entre os dias 16 e 20 de março, registrou índice de irregularidade de 0,3%. Ou seja, do total de 125.251 ovos vistoriados, 381 foram considerados irregulares. A operação envolveu 733 ações de fiscalização no país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos