CUT diz que manifestações no dia 13 não fazem parte da agenda da entidade

Em comunicado enviado a todos os diretórios estaduais, a direção nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT) ressaltou que as manifestações marcadas para domingo (13) não fazem parte da agenda da entidade e nem da coordenação nacional da Frente Brasil Popular, que reúne 60 entidades e partidos políticos.

No último sábado (5), como reflexo da condução coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na 24ª fase Operação Lava Jato, os diretórios da CUT em Brasília (DF), no Rio de Janeiro, no Recife (PE), em Porto Alegre (RS) e em Vitória (ES), com apoio de algumas entidades ligadas à Frente Brasil Popular, aprovaram atos públicos no domingo (13) em defesa do governo da presidenta Dilma Rousseff e de Lula. No mesmo dia, no entanto, movimentos contrários ao governo e pró-impeachment já haviam marcado manifestações para todo o país.

Procurada pela Agência Brasil, a assessoria de imprensa da CUT informou que a orientação repassada ontem (7) é que as regionais sigam o calendário da entidade, que tem manifestações marcadas para os dias 18 e 31 de março. No entanto, como alguns diretórios aprovaram manifestações para o domingo (13), a direção nacional da CUT orientou que os atos sejam feitos segundo "os princípios da democracia e de forma pacífica".

A CUT pediu ainda que as manifestações sejam marcadas em locais diferentes dos atos conta o governo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos