Marco Aurélio vota contra exoneração do ministro da Justiça

Brasília - STF retoma julgamento de novos recursos do processo do mensalão. Na foto, o ministro do STF Marco Aurélio Mello (José Cruz/Agência Brasil)

Ministro alerta para a possibilidade de se agravar a crise institucional no país  Arquivo/Agência Brasill

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou hoje (9) contra recurso do PPS que pede a exoneração do ministro da Justiça, Wellington César Lima e Silva.

Em seu voto, o ministro não conheceu o recurso por questões processuais e disse que eventual decisão da Corte a favor da exoneração de Lima e Silva agravará a crise institucional do governo.

"Estamos diante de uma crise sem preendentes. Cabe observar princípios e valores. Cabe atuar com serenidade, com temperança. Não tenho a menor dúvida de que essa decisão do Supremo acaba agravando a crise institucional vivenciada", disse o ministro.

Até o momento, o placar da votação está em 3 votos a 1 pela exoneração do ministro da Justiça. A Corte julga nesta tarde ação protocolada pelo PPS. O partido alega que Silva, que é procurador do Ministério Público da Bahia (MP-BA), não poderia ser nomeado para o cargo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos