Brasileiros nos Estados Unidos aderiram a protestos contra o governo

Parte da comunidade brasileira que vive nos Estados Unidos aderiu às manifestações contrárias ao governo da presidenta Dilma Rousseff neste domingo (13). Foram registrados protestos e aglomerações em algumas cidades como Boston, Miami, Nova York e Washington. A movimentação foi registrada pelos manifestantes que usaram as redes sociais como o Facebook para publicar fotos e também em sites de notícias brasileiros regionais nos Estados Unidos.

Em Boston, estado de Massachusetts, região com a maior comunidade brasileira no país, centenas de pessoas se reuniram no começo da tarde na Praça de Havard. Em Nova York, o grupo se concentrou em Manhattan, na Time Square. Na capital Washington, as manifestações aconteceram em frente ao Consulado Geral do Brasil. Em Orlando, Flórida, há manifestações previstas para as 18h30 (no horário local de verão), 19h30min no horário de Brasília.

A maioria dos brasileiros que vivem nos Estados Unidos não apoia o governo Dilma, fato que ficou comprovado nas eleições de 2014 quando a maioria dos eleitores brasileiros que votaram no país escolheram outros candidatos. Além das manifestações que aconteceram nos Estados Unidos, houve manifestações de brasileiros em Londres, Portugal, Canadá e Argentina.

Repercussão internacional

Os protestos e o volume de participantes repercutiram na imprensa nos Estados Unidos e na Europa. O The Wall Street Journal noticiou o protesto e disse que "milhares protestaram contra a presidente Dilma Rousseff e o partido do governo".

A britânica BBC mostrou os protestos e destacou a posição da presidenta de Dilma em defesa do ex-presidente Lula e o posicionamento dela contrário a uma renúncia.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos