Cerca 20 mil pessoas fazem manifestação em Salvador

Salvador - Manifestação em Salvador contra a corrupção e pela saída da presidenta Dilma Rousseff (Sayonara Moreno/Agência Brasil)

A manifestação começou às 10h na Barra e terminou às 13h no mesmo localSayonara Moreno/Agência Brasil

Manifestantes contra o governo Dilma reuniram-se às 10 h, na Barra, bairro de classe média em Salvador. O ato acabou há pouco, no mesmo local. Segundo a Polícia Militar, cerca de 20 mil pessoas participaram do ato, que se encerrou no Farol da Barra, onde houve dispersão dos participantes por volta das 13h.

O Farol da Barra é um dos principais pontos turísticos da capital baiana. Do local, os manifestantes seguiram para o Mirante Cristo da Barra, outro ponto turístico, onde os participantes posaram para uma fotografia, rezaram um Pai Nosso e aplaudiram, ao meio dia, o juiz Sérgio Moro, que julga, em primeira instância os processos resultantes da Operação Lava Jato.

A empresária Maria da Glória Carvalho, de 59 anos, diz que veio protestar contra a corrupção. "Sou empresária, produtora agrícola e fazendeira. O Brasil está tomado pela corrupção e precisa mudar. Nós precisamos limpar o nome do nosso país", disse a moradora do Caminho das Árvores, bairro de Salvador.

O ato foi convocado nas redes sociais pelo Movimento Brasil Livre (MBL), principal organizador do protesto, que ocorre simultaneamente em várias cidades do país.

Um dos coordenadores do MBL na Bahia, Eduardo Costa, destacou o impeachment da presidenta Dilma Rousseff como o principal ponto de pauta do movimento. "Fora Dilma, fora Lula, fora PT. Há outras coisas que precisam ser feitas, mas temos que começar por aí, para que outros governantes retomem os rumos do nosso país", explica.

Salvador - Manifestação em Salvador contra a corrupção e pela saída da presidenta Dilma Rousseff (Sayonara Moreno/Agência Brasil)

Na manifestalção, cartazes em apoio ao juiz Sérgio Moro, à Operação Lava Jato e pedindo o impeachment da presidenta DilmaSayonara Moreno/Agência Brasil

O estudante, Guilherme Brandão, de 16 anos, também esteve no ato, ao lado da família, mas ele acredita que o impeachment não é a saída. "Sou contra o modo como o governo vem administrando o país e acho que isso deve mudar, mas de outra forma. Caso haja impeachment, será um problema a mais para o Brasil. Dilma deve terminar o mandato, mas não do jeito que vem fazendo", argumentou o morador do bairro Pituba.

As cores verde e amarelo, em alusão à bandeira brasileira, foram predominantes nas roupas dos manifestantes. Grande parte vestiu-se com a camisa da seleção brasileira de futebol e, nos cartazes, estavam escritas palavras de ordem pedindo a saída de Dilma da presidência, apoio à Operação Lava Jato e também ao juiz federal Sérgio Moro.

Após o retorno da manifestação ao Farol da Barra, os participantes cantaram, mais uma vez, o Hino Nacional e encerraram o ato.

A manifestação em favor do PT e da presidenta Dilma, em Salvador, está agendada para a próxima sexta-feira (18).


 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos