Índios impedem funcionários da Norte Energia de deixar aldeia no Pará

Indígenas da aldeia Curuatxé, na terra indígena Curuaia, estão impedindo que três funcionários e um piloto de embarcação da Norte Energia deixem a área, no Pará. As razões ainda não foram explicadas. A equipe foi ao local na quinta-feira (10) monitorar ações do Projeto Básico Ambiental - Componente Indígena (PBA-CI) - da Usina Hidrelétrica Belo Monte.

O PBA reúne projetos voltados para atender cerca de 34 aldeias de povos tradicionais do Médio Xingu, com construção de casas, casas de farinha, escolas e unidades de saúde, dentre outros projetos. A aldeia Curuatxé tem cerca de 50 habitantes.

A Norte Energia informou que os funcionários estão sendo bem tratados. A empresa comunicou a retenção à Fundação Nacional do Índio (Funai) e à Polícia Federal, e aguarda providências para a liberação dos servidores.

A Funai informou que tomou conhecimento do fato e está mantendo contato com os indígenas solicitando a liberação. A Funai informou que não apoia a retenção dos servidores e aguarda a liberação para a retomada do diálogo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos