Prefeitura do Rio retira 3,6 mil toneladas de lixo das ruas com chuva de sábado

O forte temporal que atingiu o Rio de Janeiro no sábado (12), deixando cinco mortos, ruas e casas alagadas, pessoas ilhadas e a cidade em estágio de crise por 7 horas, das 20h de sábado àss 3h da madrugada de domingo (13), provocou um verdadeiro caos no município.

A Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) informou que foram removidas cerca de 3,6 mil toneladas de resíduos (32% a mais do que ocorre aos domingos) das áreas afetadas pelo temporal na noite de sábado. Foram mobilizados 1.015 garis,  65 caminhões basculantes, compactadores e pipas, abastecidos com água de reuso, além de 12 pás carregadeiras e mini- pás.

De acordo com o Sistema Alerta Rio, a chuva forte de ontem foi provocada por um núcleo que se formou sobre o Maciço da Tijuca e ganhou força rapidamente, intensificado pela passagem de uma frente fria no oceano. A área de instabilidade permaneceu estacionada, favorecendo a concentração da tempestade nas zonas sul e norte do Rio.

Foi o primeiro acionamento desse estágio desde a criação do novo protocolo, implantado em outubro de 2014. O estágio de crise é o terceiro nível em uma escala de três e significa chuva forte a muito forte, podendo causar alagamentos e deslizamentos.

A limpeza das praias do Rio também foi intensificada para retirar o lixo de maré que chegou às areias após a tempestade. Nas praias do Leblon e de Ipanema, na zona sul, foram removidos galhos, garrafas pet, folhagens e lixo.

A empresa  está fazendo durante todo o dia desta segunda-feira o repasse na limpeza das ruas, removendo lama, lixo, galhos de árvores e os objetos perdidos que moradores disponibilizarem nas áreas atingidas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos