Dilma repudia tentativa de envolvimento de seu nome em iniciativa de Mercadante

A presidenta Dilma Rousseff afirmou hoje (15) que repudia "com veemência e indignação" a tentativa de envolvê-la no que classificou de "iniciativa pessoal" do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, de conversar com o senador Delcídio do Amaral (MS). Nesta terça-feira, o senador pediu desfiliação do PT.

O site da revista Veja diz que Delcídio acusou o ministro Aloizio Mercadante de lhe oferecer ajuda financeira, política e jurídica em troca de seu silêncio.

Eis a íntegra da nota divulgada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República:

"A presidenta da República, Dilma Rousseff, repudia com veemência e indignação a tentativa de envolvimento do seu nome na iniciativa pessoal do ministro Aloizio Mercadante, no episódio relativo à divulgação, feita no dia de hoje, pela revista Veja."

Nesta manhã, o ministro Teori Zavascki, relator dos processos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, homologou o acordo de delação premiada firmado pelo senador com a Procuradoria-Geral da República para colaborar com as investigações da operação.

Após a divulgação do teor da delação, o ministro da Educação negou que tenha agido para impedir a colaboração de Delcídio e disse que a conversa com o senador não foi um pedido da presidenta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos