Índice de Confiança do Empresário Industrial sobe e atinge 37,4 pontos

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) cresceu 0,3 ponto em março na comparação com fevereiro e atingiu 37,4 pontos. Os dados foram divulgados hoje (16) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e indicam que, no primeiro trimestre, houve um crescimento no índice de 1,4 ponto.

O Icei varia de zero a cem. Valores abaixo de 50 pontos indicam falta de confiança do empresário. Quanto mais abaixo de 50 pontos, maior e mais disseminado é o pessimismo.

Mesmo com o crescimento do Icei, a CNI destaca que o pessimismo dos empresários continua elevado. Desde outubro de 2015, quando mostrou os primeiros sinais de melhora, o Icei cresceu 2,4 pontos, mas com esse crescimento moderado, o indicador está 12,6 pontos abaixo da linha dos 50 pontos. Para a CNI, mantido esse ritmo, o Icei levaria mais de dois anos para superar os 50 pontos.

Estabilidade

O índice de confiança das grandes empresas ficou estável em 38,4 pontos. O indicador das médias empresas subiu de 35,8 pontos em fevereiro para 36,5 pontos em março e o das pequenas empresas passou de 35,5 pontos para 36,1 no período.

Entre os segmentos industriais, a indústria extrativa continua com o menor pessimismo: 41,8 pontos. Já o Icei da indústria de transformação foi de 37,7 pontos. A indústria da construção continua com o pessimismo mais elevado (35,6 pontos).

Os dados foram levantados em 2.984 empresas entre 1º e 10 de março. Dessas, 1.206 são pequenas, 1.104 médias e 674, de grande porte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos