Clima entre manifestantes fica tenso na Esplanada dos Ministérios

O clima entre manifestantes contrários e favoráveis ao governo da presidenta Dilma Rousseff voltou a ficar tenso na Esplanada dos Ministérios. O motivo foi a posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro-chefe da Casa Civil. A Polícia Militar estimou em três mil pessoas o número de manifestantes aglomerados em torno da Praça dos Três Poderes.

No grupo que apoia o Partido dos Trabalhadores, muitos gritavam "o campeão voltou", numa referência direta ao retorno de Lula ao governo, enquanto os que defendem a saída de Dilma diziam "Lula ladrão, seu lugar é na prisão". De ambos os lados, é possível ouvir o estouro de fogos de artifício, cornetas e apitos.

Um grupo tentou frorçar a entrada ao anexo do Senado, mas foi contido pela PM com bombas de efeito moral e spray de pimenta. Um homem que conseguiu furar o cordão de isolamento tentou pular a grade que cerca o Palácio do Planalto e foi levado por policiais.

Soldados da Polícia Militar do Distrito Federal permanecem no local para tentar evitar o contato direto entre quem é contra e a favor do governo Dilma. Mais cedo, pelo menos três pessoas foram detidas depois que integrantes dos dois grupos entraram em confronto. Os ânimos permanecem bastante exaltados.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos