Caixas-pretas de avião que caiu na Rússia podem explicar acidente

As caixas-pretas do avião da Flydubai que caiu no sábado (19)  na Rússia, com 62 pessoas a bordo, poderão ser lidas apesar dos danos sofridos no impacto, assegurou hoje (20) o vice-presidente do Comité Interestatal de Aviação, Serguéi Zaiko.

"A leitura das caixas pretas começa a ser feita hoje," acrescentou.

As autoridades russas que investigam as circunstâncias da tragédia interrogaram mais de 40 pessoas, entre trabalhadores do aeroporto e pessoal da companhia aérea.

A Flydubai anunciou hoje que vai indenizar com 20 mil dólares cada família dos 62 passageiros que morreram na madrugada de sábado na queda do Boeing da companhia aérea em Rostov-on-Don, no Sul da Rússia.

De acordo com a nota, esta compensação financeira, de cerca de 17,7 mil euros, destina-se a satisfazer as necessidades económicas urgentes dos familiares das vítimas, refere a companhia, em comunicado.

"A nossa preocupação está em contactar com as famílias que perderam os seus entes queridos neste triste acidente", acrescenta a nota da FlyDubai.

Um Boeing 738 da FlyDubai caiu na madrugada de sábado, às 5h em Lisboa, a uns 250 metros da pista de aterragem em Rostov-on-Don, no sul da Rússia, causando a morte de 62 passageiros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos