Brasil e Embaixada dos EUA promovem curso antiterror para Olimpíada 2016

 

Um curso promovido pela Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge), em conjunto com a Polícia Federal e Embaixada dos Estados Unidos, apresentou para 70 profissionais das forças de segurança que atuarão nos Jogos Olímpicos instruções para responder a ataques terroristas, a partir de estudos de casos.

As informações foram divulgadas hoje (21) pelo Ministério da Justiça. A promoção do curso, na semana passada, foi do Escritório de Assistência Antiterrorismo (ATA), da Secretaria de Segurança Diplomática do Departamento de Estado Americano.

As discussões durante o treinamento tomaram como parâmetro o atentado de 11 de setembro de 2001, em Nova York, o massacre escolar de Columbine, em 1999, também nos Estados Unidos, e o ataque de gás sarin no metrô de Tóquio, em 1995.

O curso, denominado Primeira Resposta a Incidentes Terroristas, teve nove módulos, com aulas teóricas e exercícios práticos. Entre os 70 profissionais que participaram estavam policiais militares, civis e bombeiros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos