Governador do Rio continua internado e não há previsão de alta

Rio de Janeiro - O governador Luiz Fernando Pezão no lançamento do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, no Palácio Guanabara (Fernando Frazão/Agência Brasil)

 Pezão foi internado dia 12   Arquivo/Agência Brasil

Internado há dez dias no Hospital Pró-Cardíaco de Botafogo, o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, ainda não tem previsão de alta. Segundo a assessoria de imprensa do Palácio Guanabara, Pezão passou o domingo (20) "sem febre".

Em nota, a assessoria de imprensa diz que, desde ontem, o governador toma os remédios por via oral, não tem necessidade de hidratação intravenosa, está no quarto e seu estado clínico é considerado bom.

De acordo com a nota, somente ao longo desta semana, os médicos deverão ter o resultado de exames feitos para investigar "alterações na coluna vertebral do governador". Não há previsão de alta.

Pezão deu entrada no Pró-Cardíaco no dia 12, para se submeter a "exames de rotina". Durante os exames, constatou-se que ele estava com sinusite, apresentava quadro infeccioso e, por isso, ficou internado para passar por exames mais detalhados.

Com a divulgação de informações insuficientes sobre os motivos da internação do governador, surgiram boatos sobre o real estado de saúde de Pezão, o que o levou a usar as redes sociais na última quarta-feira (16) para tranquilizar amigos e correligionários sobre suas reais condições.

Em mensagem postada na internet, Pezão desmentiu boatos de sua morte espalhados no aplicativo WahtsApp: "Boa noite! Estou recebendo muitos telefonemas e mensagens para saber da minha saúde. Ainda estou internado, mas estou bem, me recuperando. Obrigado pelas mensagens."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos