Papa condena "violência cega" e reza por vítimas de atentados em Bruxelas

O papa Francisco condenou hoje (22) "a violência cega que causa tanto sofrimento", numa mensagem de condolências na sequência dos atentados terroristas no aeroporto e no metrô de Bruxelas. O papa "condena novamente a violência cega que causa tanto sofrimento e pede a Deus a dádiva da paz", escreveu, em nome do papa, o secretário de Estado do Vaticano, Pietro Parolin, num telegrama enviado ao arcebispo de Bruxelas, Jozef De Kesel.

"O papa Francisco confia à misericórdia de Deus as pessoas que morreram e junta-se, em oração, à dor dos familiares, manifestando profunda compaixão pelos feridos e familiares, bem como por todas as pessoas que contribuem para as operações de socorro", acrescentou.

Bruxelas foi palco hoje de três explosões, de origem terrorista, no aeroporto internacional de Zaventem e na estação do metrô de Maelbeek, que causaram pelo menos 26 mortos e mais de uma centena de feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos