Dilma diz que é preciso estabilidade política para o Brasil voltar a crescer

Brasília - Presidenta Dilma visita as obras de infraestrutura de solo para operação do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas, do Centro de Operações Espaciais-COPE/ VI Comar da Aeroná

A presidenta Dilma defendeu a permanência do PMDB no governo, durante visita as obras de infraestrutura para operação do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas, do Centro de Operações Espaciais-COPE/ VI Comar da Aeronáutica José Cruz/Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff afirmou hoje (23) que é preciso estabilidade política para o Brasil voltar a crescer. Dilma disse ainda que o governo está trabalhando fortemente para reduzir o desemprego e que a inflação já mostra sinais de declínio.

"Nós temos duas grandes preocupações em termos da economia. Temos uma que é reduzir o desemprego e fazer o Brasil voltar a crescer, e fazer isso controlando a inflação. A boa notícia é que a inflação já mostra todos os sinais de declínio", disse a presidenta, após visitar, em Brasília, obras de infraestrutura do satélite de defesa e comunicações estratégicas, no Centro de Operações Espaciais (Cope), do 6º Comando da Aeronáutica.

"Somadas essas duas coisas, acredito que o grande esforço para fazer o Brasil voltar a crescer é estabilidade política, e parar com a tentativa sistemática de golpe", disse.

Dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) divulgada hoje (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a taxa de desocupação para o conjunto das seis principais regiões metropolitanas do país subiu 0,6 ponto percentual de janeiro para fevereiro, quando fechou em 8,2% da população economicamente ativa - percentual de pessoas desocupadas. Os dados indicam que, em relação a fevereiro de 2015 (5,8%), a taxa subiu 2,4 pontos percentuais. O levantamento envolveu São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Belo Horizonte e Porto Alegre.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos