Operação da PF busca prender 65 pessoas por tráfico de drogas e armas

Policiais federais e agentes do Ministério Público Federal e do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro buscam hoje cumprir hoje (23) mandados de prisão preventiva contra 65 pessoas. Elas são acusadas de tráfico de drogas e armas nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

Entre os alvos da operação, estão três policiais militares e três policiais civis. Ao todo, 98 pessoas foram denunciadas. Além das denúncias por tráfico de drogas e armas, também há acusações para os crimes de associação para o tráfico, quadrilha armada, extorsão mediante sequestro, lavagem de dinheiro, corrupção e venda de medicamentos proibidos.

Também estão sendo investigados outros policiais e um vereador que tem foro privilegiado. De acordo com a denúncia, o bando era dividido em vários núcleos: comércio de drogas e lavagem de dinheiro; tráfico de armas de fogo; comércio ilícito de produtos pirateados e de medicamentos não autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em especial, anabolizantes e o estimulante sexual Pramil.

Já o núcleo policial era dividido em dois. Um era formado por policiais civis lotados na Delegacia de Barra Mansa, que recebiam propina para não reprimir os crimes. O outro era composto por policiais militares e civis de Volta Redonda, que participavam da extorsão mediante sequestro.

O núcleo dos sequestros, por exemplo, se reunia em uma borracharia, na Rodovia BR-393 (Rodovia Lúcio Meira), para identificar seus alvos e definir como seriam as extorsões. Às vezes, usavam ameaça, incluindo prisões forjadas. Em outras ocasiões, sequestravam a vítima, exigindo posteriormente pagamento de resgate.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos