PUBLICIDADE
Topo

Cerca de 100 pessoas ainda estão desabrigadas por chuva em São Gonçalo

Estragos provocados pelo temporal ainda são vistos pelas ruas de São Gonçalo - Márcio Alves/Agência O Globo
Estragos provocados pelo temporal ainda são vistos pelas ruas de São Gonçalo Imagem: Márcio Alves/Agência O Globo

26/03/2016 10h30

Cerca de 100 pessoas ainda estão abrigadas em uma escola municipal de São Gonçalo, no Grande Rio, devido às chuvas da última quarta-feira (23). Eles são moradores do bairro das Palmeiras, que ainda tem pontos de alagamento. De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, ainda há áreas em que a água atinge meio metro de profundidade.

O bairro das Palmeiras fica quase no mesmo nível da Baía de Guanabara e isso dificulta o escoamento da água. Mesmo assim, a água já baixou desde ontem e cerca de 180 pessoas que estavam abrigadas na mesma escola municipal, chamada Marinheiro Marcílio Dias, já puderam voltar para casa.

Segundo o secretário municipal de Defesa Civil, coronel Adilson Alves, a prefeitura continua monitorando a situação e ajudando os desalojados. "Mandamos água e fizemos alimentação para eles o dia inteiro, mandamos colchões. E vamos continuar observando para ver se as casas poderão ser liberadas para eles voltarem", disse.

A forte chuva que atingiu São Gonçalo causou uma morte. José Cardoso, 70, morreu afogado dentro de casa, no bairro do Sacramento, na noite de quarta-feira. Segundo a prefeitura de São Gonçalo, ele já estava morto quando foi encontrado.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura de São Gonçalo, há previsão de chuva forte para hoje no município.