Ministro defende formulação de políticas públicas "sob medida" para o cidadão

O ministro do Planejamento Orçamento e Gestão, Valdir Simão, defendeu hoje (5) uma mudança na maneira de se formular e implementar políticas públicas no país. "Não é mais suficiente fazer política com foco no cidadão, temos que fazer políticas com o foco do cidadão, políticas sob medida, que atendam às expectativas e necessidades de cada um", disse ao participar de um seminário internacional sobre o aperfeiçoamento de políticas públicas a partir do Cadastro Único, em Brasília.

"O governo precisa ter um olhar de 360° para cada uma dessas pessoas. Para entender quem é essa pessoa, precisamos garantir a integração dessas informações", completou Simão ao se referir ao Cadastro Único.

Para o ministro, aperfeiçoar a integração de sistemas de informação é importante e de extrema relevância para o país: "Nos últimos anos, evoluímos muito do ponto de vista de formulação de boas políticas públicas, na área de proteção social e na gestão dessas políticas, mas precisamos avançar um pouco mais e esse avanço depende de uma nova visão de como devemos formular e implementar políticas daqui pra frente", referiu.

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, também participou do seminário. "O Brasil já é uma referência do Cadastro Único. É uma referência porque se tornou a porta de entrada para população de baixa renda para acesso à políticas públicas", disse Campello. "O Cadastro Único nos permite ter um mapa da população de baixa renda para que a gente conheça o cidadão e com isso possa inclui-lo melhor ainda", completou.

O seminário internacional Integração de Bases de Dados e Sistemas de Informação - aperfeiçoamento de políticas públicas a partir do Cadastro Único começou hoje e contará com palestrantes da Austrália, Argentina, Letônia, do Chile e Uruguai que falarão sobre os desafios enfrentados em seus países para aumentar a integração e a qualificação das informações nos registros administrativos.

O Cadastro Único é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, permitindo que o governo conheça melhor a realidade socioeconômica dessa população. Nele são registradas informações como: características da residência, identificação de cada pessoa, escolaridade, situação de trabalho e renda, entre outras. Desde 2003, o Cadastro Único se tornou o principal instrumento do Estado brasileiro para a seleção e a inclusão de famílias de baixa renda em programas federais.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos