Governo do Ceará finaliza inquérito sobre chacina na periferia de Fortaleza

A Controladoria-Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (CGD) finalizou o inquérito sobre o assassinato de 11 pessoas, ocorrido em novembro do ano passado em Messejana, na periferia de Fortaleza. Os crimes ocorreram em sequência e vitimaram homens, a maioria com idade entre 16 e 19 anos.

Segundo a assessoria de comunicação da CGD, o inquérito será encaminhado ao Ministério Público na próxima segunda-feira (11), véspera do dia em que o caso completa cinco meses. 

Considerado um dos episódios mais violentos do estado, a chacina de Messejana virou documentário produzido pelos coletivos Nigéria, Zóio e Voz e Vez das Comunidades. O filme Onze - A maior chacina da história do Ceará traz relatos de parentes das vítimas e de moradores das comunidades onde ocorreram as mortes, além de críticas à violência praticada por policiais nas periferias.

Uma das linhas de investigação levantadas pela CGD considerava a hipótese de retaliação por conta do assassinato de um policial militar, ocorrido no dia 11 de novembro, horas antes da chacina.

Na época, em reunião com as comunidades da Grande Messejana, o secretário da Segurança, Delci Teixeira, disse que esta era a linha mais forte. Jornais locais noticiaram hoje (7) que o inquérito indicia mais de 30 policiais por ligação com os assassinatos, mas a assessoria da CGD não confirma a informação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos