Rio quer vacinar 1,4 milhão de pessoas contra gripe até maio

A campanha nacional de vacinação contra a gripe marcada para o dia 30 de abril pretende imunizar 1,4 milhão de pessoas no Rio de Janeiro até 20 de maio. De acordo com a Secretaria de Saúde esse número representa  80% dos grupos prioritários: crianças a partir de seis meses de idade e menores de cinco anos, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, idosos com idade a partir de 60 anos e doentes crônicos, além de profissionais da área da saúde.

A vacina é distribuída pelo Ministério da Saúde e imuniza contra os três subtipos de vírus da Influenza que mais circulam no inverno: A/H1N1, A/H3N2 e Influenza B. O subsecretário de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe, ressaltou nesta quinta-feira (7) que a grande maioria dos casos de gripe não apresenta complicações, mas, entre os grupos prioritários, pode evoluir para formas mais graves. "A imunização destes grupos é considerada prioritária para a saúde pública. A vacinação colabora para a redução do impacto da Influenza. Nestes grupos, a chance de a gripe evoluir para complicações mais sérias, como pneumonias é maior".

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde registrou cinco casos de H1N1 confirmados por exames laboratoriais e dois óbitos até o momento. Os cuidados para evitar o H1N1 são os mesmos a serem adotados contra qualquer tipo de gripe. As unidades de saúde devem notificar à Secretaria de Estado de Saúde quanto aos casos em que pacientes sejam internados, apresentando quadro de febre alta, tosse, dor de garganta e falta de ar.

Existem três tipos de vírus Influenza: A, B e C. O vírus Influenza C causa infecções respiratórias brandas, sem  impactos na saúde pública ou estar relacionado com epidemias. Já os vírus A e B são responsáveis por epidemias sazonais. O vírus Influenza A é classificado ainda em subtipos H1N1 e H3N2, além do H7N9.

As principais recomendações para evitar gripe são: manter as mãos sempre limpas, principalmente antes de consumir algum alimento; utilizar lenço descartável para higiene nasal; cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir; evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; higienizar as mãos após tossir ou espirrar; não compartilhar objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos ou garrafas; manter os ambientes bem ventilados; e evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos