Escavação dos túneis do metrô entre a Barra e Ipanema está encerrada

Os túneis da Linha 4 do Metrô, entre a Barra da Tijuca e Ipanema, está com toda a extensão escavada. De acordo com a Secretaria de Transportes, o equipamento usado para fazer as escavações, o Tatuzão, rompeu hoje (10) a última parede em rocha sob o Alto Leblon. No trecho, chamado de Olímpico, foram colocados 22 quilômetros (km) de trilhos e falta um km para concluir a extensão.

O "tatuzão" foi usado para escavar os túneis da Linha 4 do Metrô do Rio

O Tatuzão foi construído sob medida para operar no solo cariocaHenrique Freire/Governo do Estado do Rio de Janeiro

Na sua página do Facebook, o governador licenciado Luiz Fernando Pezão comemorou o fim das escavações entre os túneis dos trechos sul e oeste. "Mais uma etapa vencida! Parabéns aos quase 10 mil trabalhadores responsáveis pela construção dessa grande obra, que em breve a população vai usufruir", disse Pezão.

O secretário de Estado de Transportes, Rodrigo Vieira, disse que o equipamento agora será preparado para reiniciar, no segundo semestre, a escavação até a Gávea, depois que o trecho Barra/Ipanema seja inaugurado em julho, antes dos Jogos Rio 2016. "O próximo passo é seguir até a Gávea, logo após as Olimpíadas, para que, até o final de 2017, a gente possa disponibilizar mais essa estação do sistema metroviário para a população", disse.

Conforme a secretaria, cerca de100 profissionais trabalham por turno na máquina, que foi construída sob medida para operar no solo carioca, que é formado por uma mistura de rocha, areia e água, sendo o maior equipamento deste tipo na América Latina. O secretário apontou que, com o Tatuzão, foi possível projetar a Linha 4 no coração da demanda da zona sul. "As estações em locais estratégicos, onde é possível atender melhor a população e fazer com que mais gente use esse modal ecológico de alta capacidade, que é uma linha metroviária", disse.

Linha 4
A secretaria informou que as obras da Linha 4 do Metrô atingiram 92,5% de conclusão. As cinco estações que começarão a funcionar antes dos Jogos Olímpicos (Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, São Conrado e Jardim Oceânico) estão em fase de acabamento e têm acessos de passageiros, piso de granito, pastilhas decorativas e painéis artísticos instalados. As escadas rolantes e elevadores também estão em testes em algumas estações.

A expectativa é que a Linha 4 do Metrô transporte mais de 300 mil pessoas por dia, retirando das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico. O trajeto será feito por 15 trens novos, que circulam com passageiros nas linhas 1 e 2. O projeto é considerado como o maior legado em transporte urbano dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos para o Rio de Janeiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos