Jornais dos Estados Unidos destacam aprovação de relatório pró-impeachment

A aprovação do relatório que recomenda a continuidade do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff pela comissão especial da Câmara dos Deputados foi destaque nas edições online de jornais norte-americanos.

O The Wall Street Journal destacou que a presidenta é acusada de manipular as finanças públicas.
"Foi um revés para a líder [do Brasil], o que aumenta as chances de sua saída", diz a matéria, assinada por correspondentes no Brasil.

No entanto, o jornal pondera que a derrota de Dilma na comissão era esperada, pois as atividades da casa legislativa brasileira "são fortemente influenciados por seu inimigo político, presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que tem se esforçado pela derrubada da presidenta".

O The Washington Post também publicou que a comissão votou pela recomendação de dar seguimento ao processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff, deixando mais próxima a possibilidade da saída da líder brasileira.

O jornal norte-americano diz que Dilma está enfrentando processo de impeachment por alegações de que sua administração violou regras fiscais para mascarar problemas de orçamento. O The Washington Post afirma também que os oponentes de Dilma dizem que o processo está em consonância com os desejos da maioria dos brasileiros, enquanto os que apoiam a presidenta consideram que Dilma está sendo vítima de uma ação de tomada de poder por seus inimigos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos