Impeachment: associação de shoppings sugere ponto facultativo no domingo

Shopping no centro de Brasília tem movimento intenso no último fim de semana antes do Natal

Brasília - A associação sugere o fechamento dos shoppings no domingo como ato de apoio ao processo de impeachment e justifica a decisão citando a crise política e econômica Valter Campanato/Agência Brasil

Em demonstração de descontentamento à situação política e econômica pela qual o país passa, a Associação Brasileira de Shoppings Centers (Abrasce) sugeriu que os shoppings centers não abram no próximo domingo (17), dia da votação do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados.

Em nota, a Abrasce disse que a recomendação se justifica diante da "grave crise política e econômica do país que tem promovido o aumento do desemprego, diversos pedidos de recuperação judicial, o fechamento de empresas, com consequentes efeitos colaterais no setor de serviços e industrial".

O objetivo é autorizar os lojistas que quiserem liberar seus funcionários para participar "desse momento histórico da democracia brasileira".

A Abrasce representa mais de 300 shoppings filiados em todo o país. O Brasil conta hoje com 538 centros de compras, com previsão de inauguração de mais 30 em 2016. Em 2015, o setor faturou R$ 151,5 bilhões.

Além a Abrasce, a ação conta com o apoio da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) e da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos