Trabalhadores desocupam fábrica da Mabe de Campinas

Os funcionários da Mabe Brasil Eletrodomésticos Ltda. encerraram ontem (14) a ocupação da fábrica em Campinas (SP), iniciada em 15 de fevereiro em protesto contra o não pagamento de salários e direitos trabalhistas após a decretação de falência da companhia. A empresa mexicana produz geladeiras e fogões das marcas Continental e Dako.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas, a decisão de deixar a fábrica foi tomada para evitar a ação da polícia em uma eventual reintegração de posse. "A razão é pelo risco de haver radicalização na reintegração de posse, e terminar com feridos. A preocupação é com a segurança dos trabalhadores. Lá dentro tinha algumas famílias com crianças, mulheres", disse o diretor do sindicato, Sidalino Orsi.

Os funcionários já foram retirados pela polícia da unidade da empresa em Hortolândia, também ocupada em fevereiro. Os trabalhadores propuseram retomar a produção a partir do pagamento de um dos salários atrasados. O retorno financeiro obtido com a retomada da operação seria revertido para quitar os débitos com os empregados, mas a proposta foi rejeitada pelos administradores da massa falida da empresa, segundo o sindicato.

Os responsáveis pela massa falida dizem que, para que o processo de falência tenha prosseguimento, é necessário desocupar as fábricas, onde estão máquinas que devem ser leiloadas para pagamento das dívidas da Mabe.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos