Carreata em Belo Horizonte mobiliza grupos pró-impeachment

Léo Rodrigues - Correspondente da Agência Brasil

 

Manifestantes fazem carreata para defender a aprovação do impeachment / Léo Rodrigues - Agência Brasil

Manifestantes fazem carreata em Belo Horizonte para defender a aprovação do impeachment Léo Rodrigues - Agência Brasil

Favoráveis ao impeachment da presidenta Dilma Rousseff fizeram, neste sábado, uma carreata pelas ruas de Belo Horizonte. Os manifestantes concentraram a partir das 9h na Praça do Papa, no bairro Mangabeiras. A iniciativa foi organizada pelos grupos Vem Pra Rua, Patriotas e Movimento Brasil Livre.

Cerca de 100 veículos estavam enfeitados com bandeiras do Brasil, adesivos, cartazes e pinturas. Frases como "Fora Dilma", "Tchau querida" e "Dia do impeachment, eu fui" ganhavam destaque.

Segundo a médica e líder do Vem pra Rua, Kátia Pegos, o objetivo dos manifestantes é conscientizar a população. "A carreata nos permite uma melhor mobilidade. E é isso que estamos precisando fazer. Sair de um lugar e ir para outro. E, desde o momento que saímos em carreata, motoristas vão desviando do caminho original deles para aderir. Isso é muito bonito", diz.

Para Kátia, as pessoas favoráveis ao impeachment devem se contrapor à tese de que há um golpe em curso no país. "As pessoas estão falando em golpe. Para mim, golpe é cometer crime e não ser punido, é cometer estelionato eleitoral. Golpe é tirar dinheiro da saúde e da educação para comprar voto de deputado", reclama.

Caso Dilma Rousseff seja afastada, a médica explica qual ser a posição do Vem pra Rua em um governo de Michel Temer. "Vamos apoiar enquanto ele estiver fazendo o que é correto, e denunciá-lo e combatê-lo se começar a fazer o que o governo atual está fazendo. Não temos interesse em ser partido, queremos fazer controle social", finalizou.

O trajeto da carreata incluiu o bairro Sion, a região da Savassi, a Praça da Liberdade e a Praça Raul Soares, no centro da cidade. Dali, os manifestantes retornaram ao ponto de partida. Um carro de som convocava para o ato deste domingo (17), às 13h, na Praça da Liberdade, quando os manifestantes favoráveis ao impeachment poderão acompanhar por telões a votação da Câmara dos Deputados. Os parlamentares decidirão se aceitam a abertura de processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

A comerciante Tácita Vilela Reis, de 68 anos, era das mais animadas e acredita que terá motivos para comemorar neste domingo (17). "Nós estamos mostrando que a população quer justiça e ética. Os deputados indecisos vão ver que o brasileiro está querendo o impeachment".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos