Bancada de Minas vota majoritariamente pelo impeachment

Iolando Lourenço - Repórter da Agência Brasil

Terceira maior bancada da Câmara, Minas Gerais tem 53 deputados, dos quais 41 votaram a favor da abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff e 12 se manifestaram contrários ao impedimento. Foram 77,36% a favor do processo e 22,64 % contra. 

Dois ex-ministros do governo Dilma votaram contra o parecer do deputado Jovair Arantes (PTB-GO), favorável à abertura do processo de impedimento da presidenta, e um votou a favor.

O ex-ministro e deputado Patrus Ananias, que se afastou temporariamente do ministério, votou contra a abertura do processo. Também ficou contra o relatório o deputado George Hilton (PROS), ex-ministro dos Esportes, que deixou recentemente o governo. O deputado Mauro Lopes (PMDB), que ocupou o Ministério da Aviação Civil até quinta-feira (14) e se afastou do ministério para votar contra o processo, mudou de ideia e votou a favor da abertura do processo.

A aprovação depende do voto de 342 deputados (2/3 dos 513) a favor do parecer do deputado Jovair Arantes (PTB-GO), que recomenda a abertura de processo contra Dilma.

O relator considerou que houve crime de responsabilidade da petista por editar decretos de crédito suplementares sem autorização do Congresso e pelo atraso de pagamentos que ficou conhecido como  pedaladas fiscais. Se o processo for admitido, o julgamento da presidente será conduzido pelo Senado.

Acompanhe ao vivo a sessão

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos