Multidão na Lapa aplaude e vaia votos dos deputados do Rio de Janeiro

Isabela Vieira - Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - Manifestantes contra o impeachment se reunem nos Arcos da Lapa, centro do Rio, para assistirem a votação do processo de impeachmetda presidenta Dilma Rousseff (Tomaz Silva/Agência Brasil)

Manifestantes contra o impeachment se reúnem nos Arcos da Lapa, centro do Rio, para assistirem a votação do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff Tomaz Silva/Agência Brasil

 

Os votos dos deputados federais do Rio de Janeiro foram acompanhados por muitos gritos de aprovação ou de vaias, na Lapa, no centro do Rio de Janeiro, onde uma multidão assistiu, num telão, a votação da autorização para o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff,  na Câmara dos Deputados, em Brasília.

A multidão vibrou durante os breves discursos de Benedita da Silva (PT), Glauber Braga e de Jean Willys, ambos do PSOL. Willys declarou seu voto após o deputado Jair Bolsonaro, muito vaiado, dizer que o governo do PT vai contra a inocência das crianças e de elogiar o falecido coronel Brilhante Ustra, acusado de tortura durante a ditadura militar. Após o voto de Bolsonaro, a multidão entoou gritos de "fascistas".

A surpresa foi o deputado Cabo Daciolo, eleito pelo PSOL, mas que, depois de expulso, está no PTdoB e votou a favor do impeachment. Na última sexta-feira, depois de se encontrar com a presidenta Dilma Rousseff e fazer uma oração com ela, Daciolo tinha anunciado apoiar a petista, mas mudou de posição na votação.

Na praça, as pessoas acompanharam atônitas o voto de Daciolo, que criticou o governador e o vice do Rio de Janeiro - Fernando Pezão e Francisco Dornelles -  foi aplaudido, criticou a Rede Globo de televisão e terminou prestando homenagem aos militares do estado, quando foi alvo de fortes vaias dos espectadores. 

A multidão, menos entusiasmada do que no início da votação na Câmara, permanece lotando bares e a praça embaixo dos Arcos da Lapa, onde faixas de centrais sindicais e contra o impeachment foram estendidas.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos