Tocantins e Mato Grosso têm maioria a favor do impeachment

Mariana Jungmann - Repórter da Agência Brasil

Dos oito deputados tocantinenses, apenas um votou contra a admissibilidade do pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. O voto contrário foi do deputado Vicentinho Júnior (PR-TO). Na bancada matogrossense, os deputados Ságuas Moraes (PT) e Valtenir Pereira (PR) votaram contra o prosseguimento do processo. Os demais integrantes da bancada (seis) foram favoráveis ao afastamento de Dilma.

A votação está ocorrendo de forma nominal.

A aprovação depende do voto de 342 deputados o que representa dois terços do total de parlamentares (513) a favor do parecer do relator Jovair Arantes (PTB-GO). Arantes recomenda a abertura de processo contra Dilma, por considerar que ela cometeu crime de responsabilidade ao editar decretos de crédito suplementar sem autorização do Congresso Nacional e ao atrasar pagamentos, em manobras que ficaram conhecidas como  pedaladas fiscais.

Se o processo for admitido, o julgamento da presidenta será conduzido pelo Senado.

<< Acompanhe ao vivo a sessão >>

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos