Cacique Daniel, líder indígena cearense, é velado no Dia do Índio

Edwirges Nogueira

Agência Brasil

No Dia do Índio, celebrado nesta terça-feira (19), o povo Pitaguary, que vive no município de Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza, velou sua principal liderança: o cacique Daniel, 65 anos, que morreu na segunda à noite em decorrência de complicações cardiorrespiratórias.

Considerado um dos líderes mais atuantes na defesa dos direitos dos indígenas do Ceará e do Nordeste, cacique Daniel teve papel fundamental no processo de demarcação das terras dos Pitaguary.

De acordo com a Fundação Nacional do Índio (Funai), as terras já possuem portaria declaratória expedida pelo Ministério da Justiça e estão em processo de homologação e regularização.

O prefeito de Maracanaú, Firmo Camurça, decretou luto de três dias pela morte do cacique. A Coordenação Regional Nordeste II da Funai divulgou nota de pesar em que destaca que "a memória do cacique Daniel e seus mais de 30 anos de presença ativa no movimento indígena reforçam, na data simbólica do dia 19 de abril, a importância da luta pela demarcação das terras indígenas no país".

O povo Pitaguary é uma das 12 etnias presentes no Ceará. A Funai estima que existam cerca de 30 mil índios no estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos