Papa Francisco lembra Chernobyl e "conflito esquecido" na Ucrânia

Da Agência Lusa

O papa Francisco pediu hoje (20) aos católicos europeus que rezem pelas vítimas do desastre nuclear de Chernobyl, ocorrido há 30 anos, e participem no domingo (24) de uma coleta para ajudar os ucranianos, afetados por um conflito "esquecido por muitos".

"Renovamos a nossa oração pelas vítimas da tragédia de Chernobyl e exprimimos a nossa gratidão em relação aos que prestaram socorro e a todas as iniciativas com que se procurou remediar o sofrimento e os danos", disse o papa ao final da audiência semanal que reuniu cerca 30 mil pessoas na Praça de São Pedro.

Francisco lembrou ainda o conflito atual no país, onde vivem cerca de 3 milhões de greco-católicos: "A população da Ucrânia sofre as consequências de um conflito armado esquecido por muitos".

No dia 3 de abril, o papa pediu a todas as paróquias na Europa que organizem uma coleta para as vítimas daquele conflito, principalmente os idosos e as crianças.

"Convidei a Igreja na Europa a apoiar minha iniciativa para enfrentar esta urgência humanitária. Agradeço antecipadamente aos que contribuírem generosamente para a iniciativa, que se realiza no próximo domingo", disse Francisco.

Ele foi criticado algumas vezes pelos católicos ucranianos por não ter condenado com firmeza a anexação da província ucraniana da Crimeia por Moscou e a ingerência russa na Ucrânia em apoio às milícias pró-russas no Leste do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos