Temer se solidariza com vítimas de queda de ciclovia no Rio

Aline Leal - Repórter da Agência Brasil

O presidente da República em exercício, Michel Temer, disse hoje (21) que se solidariza com os familiares das pessoas que morreram na queda de uma ciclovia no Rio de Janeiro. No áudio, divulgado em sua página pessoal no twitter, Temer afirmou esperar que as apurações sejam feitas e que possam detectar os "eventuais equívocos que geraram esse lamentável acidente."

Temer assumiu hoje a Presidência com a viagem da presidenta Dilma Rousseff a Nova York, onde participará, amanhã (22), da cerimônia de assinatura do Acordo de Paris sobre Mudança do Clima, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU).
Desde o início da semana, Temer estava em São Paulo, mas por questões de segurança, voltou hoje a Brasília no fim da tarde.

Acidente

O desmoronamento de parte da ciclovia da Avenida Niemeyer em São Conrado, na zona sul do Rio de Janeiro, deixou hoje dois mortos e uma pessoa desaparecida. Dois corpos foram retirados das águas por uma equipe do Corpo de Bombeiros com o apoio de um helicóptero, que continua fazendo varredura no local em busca de outras possíveis vítimas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos