Bombeiros e Defesa Civil retomam buscas por vítimas de queda de ciclovia

Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil

Agentes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil retomaram hoje de manhã (23) as buscas no mar por mais três vítimas do desabamento de um trecho da Ciclovia Tim Maia, na Avenida Niemeyer, na zona sul do Rio de Janeiro. Merguladores atuam com apoio de dois jet skis, um barco e um helicóptero. Testemunhas e imagens captadas no local do acidente apontam que três pessoas desapareceram depois da queda da ciclovia.

Rio de Janeiro - Desabamento de parte da recém-inaugurada ciclovia Tim Maia, na Avenida Niemeyer, durante uma ressaca no mar de São Conrado, deixa mortos e feridos (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Desabamento de parte da recém-inaugurada ciclovia Tim Maia, na Avenida Niemeyer, durante uma ressaca no mar de São Conrado, deixou mortos e feridos Fernando Frazão/Agência Brasil

Nesta manhã, foram velados os corpos das duas vítimas encontradas no dia do acidente: o engenheiro Eduardo Marinho de Albuquerque, 54 anos, e o gari Ronaldo Severino, 60 anos.

O prefeito Eduardo Paes, disse ontem (22), em entrevista coletiva, que também se sente responsável pelo desabamento da ciclovia e anunciou que o presidente da a Geo-Rio, empresa municipal responsável pela fiscalização da obra, Márcio Machado, pediu afastamento do órgão. 

A prefeitura contratou uma perícia independente para identificar as causas do acidente e o laudo final deve ficar pronto na última semana de maio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos