Roubo de petróleo é a principal fonte de receitas do Estado Islâmico na Síria

Da Sputnik

O vice-ministro da Defesa russo, Anatoly Antonov, declarou que o desvio de petróleo na Síria é a principal fonte de receitas dos grupos terroristas ativos no país. Ele fez a respectiva declaração, no canal de TV Rossiya 24, na véspera da Conferência Internacional sobre Segurança, marcada em Moscou entre 26 e 28 de abril.

"Após o forte golpe assestado contra os terroristas na Síria, foram destruídos armazéns de armas, pessoal e estruturas militares, foi minada a sua estrutura econômica. É claro para todos que onde primeiramente eles obtêm dinheiro é com o roubo do petróleo sírio", disse.

De acordo com os dados do Ministério da Defesa russo divulgados mais cedo, o Estado Islâmico obtém anualmente cerca de 2 bilhões de dólares com a venda de petróleo a partir dos territórios ocupados na Síria, sendo esses fundos usados na contratação de militantes de todo o mundo e na compra de armas.

Atualmente, no país está em vigor o cessar-fogo, apoiado por Damasco bem como pela maioria dos grupos da oposição. O Estado Islâmico e a Frente Al Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia) não aceitaram o acordo.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos