Pezão reage bem a tratamento e já está sem febre no hospital

Douglas Correa - Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - O governador Luiz Fernando Pezão revela diagnóstico de câncer denominado linfoma não Hodgkin, no tecido ósseo, em entrevista no Hospital Pró-Cardíaco (Fernando Frazão/Agência Brasil)

O governador Luiz Fernando Pezão

       Arquivo/Agência Brasil

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, permanece internado no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, para tratar com antibióticos uma infecção cutânea. O quadro febril, que o levou ao hospital na noite de quinta-feira (28), já foi controlado.

Pezão está no quarto, e seu quadro clínico é bom, disse o oncologista Daniel Tabak, responsável pelo tratamento. O médico explicou que febre é habitual no pós-quimioterapia. "A leucopenia, ou seja, a queda dos glóbulos brancos, e febre são processos habituais logo após o tratamento de quimioterapia. Ele [Pezão] já fez exames, iniciou o uso de antibióticos e permanecerá internado por alguns dias."

Segundo o médico, o terceiro ciclo da quimioterapia está mantido para as próximas semanas. Pezão tem reagido bem ao tratamento para combater um linfoma não Hodgkin anaplásico de células T-alk positivo. O governador já se submeteu a dois ciclos da quimioterapia, realizados de forma ambulatorial e sem necessidade de internação. O tratamento envolve de seis a oito sessões de quimioterapia. Cada sessão de aplicação dura três dias. Nos 18 dias seguintes, a medicação atua no organismo do paciente.

Luiz Fernando Pezão está em licença médica desde o dia 28 de março. A licença foi renovada por mais um mês, a pedido da equipe médica.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos