Emprego na indústria cai pelo 14º mês seguido

Da Agência Brasil

O faturamento da indústria caiu em março, após dois meses seguidos de crescimento. De acordo com a pesquisa Indicadores Industriais divulgada hoje (2) pela Confederação Nacional da Indústria, o faturamento de março sofreu queda de 1,2% ante fevereiro, na série livre de influências sazonais. O emprego, com baixa de 0,6% no período, caiu pelo 14º mês consecutivo.

A indústria operou, em média, com 77,4% da capacidade instalada em março, recuo de 0,3 ponto percentual frente a fevereiro, na série livre de efeitos sazonais. Esse é o segundo menor valor da série histórica do indicador iniciada em 2003, atrás dos 77,1% registrados em janeiro deste ano.

As horas trabalhadas na indústria registraram alta de 0,2% em março. A massa salarial, com queda de 0,3% no período, retraiu pelo nono mês consecutivo. O rendimento médio real dos trabalhadores aumentou 0,2% em março na comparação com fevereiro.

Segundo a confederação a indústria, todos os indicadores tiveram queda nos três primeiros meses do ano ante o primeiro trimestre de 2015. Enquanto o faturamento recuou 13,2% e as horas trabalhadas apresentaram retração de 10,5%, o emprego caiu 9,3% nesta base de comparação. A massa salarial ficou 10,7% inferior e o rendimento médio dos trabalhadores 1,5% abaixo do registrado nos primeiros meses de 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos