Câmara do Rio instala CPI para investigar gastos com Jogos Olímpicos

Da Agência Brasil

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Olimpíadas foi instalada hoje (3) , durante reunião na Câmara Municipal dos Vereadores do Rio. Autor do requerimento, o vereador Jefferson Moura (Rede) não presidirá a comissão. O também vereador Átila Nunes (PMDB) será o presidente, enquanto Thiago Ribeiro (PMDB) ficou com a relatoria. 

Moura lamentou a escolha de vereadores do PMDB e ligados ao prefeito Eduardo Paes para os cargos de presidente e relator. A comissão foi criada para investigar e apurar os gastos públicos com as obras ligadas aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

"Hoje, tivemos uma péssima sinalização do futuro dessa CPI. É impossível não suspeitar de algo que deveria ser feito para investigar e denunciar atos ilegais durante as obras para os jogos tendo como presidente e relator dois membros do PMDB. Que fique bem claro que não requeri a criação por ser contra os jogos. Muito pelo contrário. A intenção era buscar a transparência e o melhor para nossa cidade. Vejo que essa CPI acabará em pizza."

Estranheza

Jefferson Moura lembrou que Eduardo Paes havia orientado a que os vereadores do PMDB não assinassem nenhum requerimento para instalação da CPI. Segundo ele, o prefeito deveria ser o mais interessado. "Isso me causa muita estranheza. Quem não deve, não teme. Ele [Paes] tentou derrubar [a CPI] por três vezes e não conseguiu. Foi uma pequena vitória essa instalação, mas agora teremos batalhas diárias para que a comissão siga com transparência. Torço, mas acho difícil".

Eleito presidente da CPI por quatro votos e um contrário, Átila Nunes agradeceu a confiança dos colegas e disse confiar que terá apoio de Moura, que criticou sua escolha.

"Esse é um tema muito sério e a cidade merece que ele seja tratado como tal. Fico muito grato por ter sido eleito e acredito que o vereador Jefferson Moura poderá confiar num trabalho limpo de minha parte. Já trabalhamos juntos na Comissão de Orçamentos e Finanças da Câmara e ele pode observar minha isenção. É um trabalho de responsabilidade e também de imparcialidade", destacou.

Cronograma

O relator Thiago Ribeiro, também eleito por quatro votos a um, se mostrou confiante para exercer a relatoria da CPI e lamentou as declarações de Moura. "Estou muito feliz em podermos tratar desse tema. Estamos sinalizando o comprometimento com a cidade, que é o mais importante. Um dia, as Olimpíadas acabam, nossos mandatos se encerram, mas o povo carioca continua. Lamento o fato do vereador Jefferson Moura estar desconfiado e desesperançoso com o andamento da CPI. Nosso comprometimento, antes de qualquer questão partidária, é com o povo", garantiu.

Na quinta-feira (5), uma nova reunião será realizada para aprovação de um cronograma idealizado por Jefferson Moura. "Se isso não for aprovado, considero como encerrada a CPI. É importantíssimo que, pelo menos nisso, haja um equilíbrio. A comissão deveria ser um instrumento da minoria, de oposição, para que hajam investigações. O que estamos vendo começar a se formar não é isso", acrescentou.

Além de Moura, outros quatro vereadores integram a CPI das Olimpíadas. Jorginho da SOS, Átila Nunes, Thiago Ribeiro e Eduardão, todos do PMDB. A comissão começa com duração de 120 dias, podendo receber um adicional de 60 dias, se estendendo após a realização dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos