Chuvas causam fechamento do Mercado do Peixe, em Salvador

Sayonara Moreno - Correspondente da Agência Brasil

Com as fortes chuvas que atingiram Salvador na madrugada de hoje (3), parte da estrutura de lona que cobre o Mercado do Peixe, no bairro do Rio Vermelho, desabou no início da manhã. Inaugurado há um mês, o  mercado passou por seis meses de reforma, por meio de contrato de concessão com a empresa Nova Era.

Como o desabamento ocorreu em horário não comercial (por volta das 7h) ninguém se feriu. Cerca de 60% dos comércios que funcionam no mercado ficarão fechados, pelo menos até amanhã (4), para que sejam feitos os reparos e uma perícia.

A Prefeitura de Salvador informou, em nota, que já notificou a empresa Nova Era, responsável pela instalação e manutenção da lona do novo mercado. Segundo a prefeitura, a costura da lona foi rompida e a empresa "terá que efetuar o reparo imediato, no prazo máximo de 24 horas."

"Salvador passa por chuvas muito fortes e a área do mercado fica em frente ao mar aberto e a lona não suportou os ventos, porque foi costurada ou colada de forma inadequada. Fizemos uma vistoria técnica após o ocorrido e notificamos a empresa que também veio ao local. Identificamos o problema e a empresa terá que colocar uma nova lona, com recurso maior, que deve ser desenvolvida com outro material, de forma que suporte qualquer fase do ano, já que o projeto prevê isso. A área estrutural não sofreu nenhum dano", disse o secretário de Manutenção de Salvador, Marcílio Bastos.

Afirmou, ainda, que até hoje à noite o funcionamento do mercado deve voltar ao normal e até amanhã toldos temporários serão instalados. Perguntado sobre um prazo para a colocação do material definitivo, o secretário de Manutenção não quis estabelecer uma data, por conta da impossibilidade de prever o andamento do projeto.

Chuvas e ventos

A empresa custeará toda a reforma, sem nenhum prejuízo aos cofres do município, conforme previsto no contrato de concessão, disse o secretário. Além disso, os responsáveis terão que informar se outros fatores, além dos ventos e chuvas, podem provocar o rompimento da lona.

Nas últimas horas, de acordo com o boletim da Operação Chuva da Defesa Civil de Salvador (Codesal), 22 solicitações de emergência foram feitas ao órgão, entre dez ameaças de desabamento de imóvel, ameaça de deslizamento de terra e alagamentos. Não há registro de feridos. Durante o período de chuvas, o plantão da Codesal funcionará 24 horas por dia, no telefone gratuito 199.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, desde a noite de ontem até o início da manhã de hoje, choveu 27,2 milímetros na capital baiana, quantidade considerada abaixo do esperado, apesar dos ventos e da forte chuva. A previsão para os próximos dias é de tempo nublado com chuvas constantes e temperaturas que variam entre 21 e 29 graus.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos