Greve paralisa serviços públicos na Grécia

Da Agência Lusa

Os transportes públicos gregos estão hoje (6) parados por conta de uma greve em protesto contra as condições impostas ao governo pelos credores internacionais na negociação da dívida do país.

Em debate, estão a reforma das pensões e o aumento dos impostos sobre os salários, condições dos credores - União Europeia (UE) e Fundo Monetário Internacional (FMI) - para liberarem as parcelas dos empréstimos internacionais. Em Atenas, nenhum transporte público funciona hoje. Os trabalhadores do metrô e ônibus vão prolongar a greve até domingo.

Os táxis, cujo sindicato não acompanhou a greve, são o único meio de transporte na capital da Grécia.
Nenhum ônibus circula esta manhã em todo o país e os barcos que fazem a ligação entre a Grécia continental e as ilhas permanecem nos cais. O poderoso sindicato dos transportes marítimos anunciou uma greve de 4 dias.

O Sindicato dos Controladores Aéreos não aderiu à paralisação e o tráfego de aviões não foi afetado. Também o setor público funciona esta manhã parcialmente. Rádios e cadeias públicas e privadas de televisão, em sua maioria, não apresentaram noticiários, porque o Sindicato dos Jornalistas aderiu à greve.

Os projetos de lei impõem a redução das pensões mais elevadas, a fusão das múltiplas caixas de previdência e o aumento das contribuições e taxas para salários médios e altos. Estão previstas manifestações em Atenas e em outras cidades gregas neste fim de semana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos